sábado, 1 de novembro de 2008

A peça "Diziane".


Estava no vôo Paris/São Paulo.

As condições do tempo não eram muito boas,por isso,vez e outra sentiamos uma turbulência.

Diziane era uma das comissárias de bordo,que atendiam á primeira classe.

Morena,pele clara,cabelos longos feito em coque,olhos castanhos,rosto de menina,corpo esguio,muito bem moldado.

Ela andava constantemente entre as poltronas,sempre atenta,para ver se precisavamos de algo.

Em certo ponto da viagem,pedi-lhe que me trouxe-se um vinho.Ela me atendeu prontamente.

Serviu-me,e,quando se voltava para se retirar,perdeu o equilibrio,devido a uma turbulência mais forte,e,caiu sentada em meu colo.

Eu a amparei com todo o cuidado e carinho.

Ela,constrangida,pediu-me desculpas.

mal pude prestar atenção em seu pedido de desculpas,pois,estava totalmente voltado a sua coxa direita,que ficara quase que totalmente á mostra.

Linda!Roliça,envolta em uma meia calça preta acetinada!

Foi o que bastou para que eu escolhese a minha nova peça!

Durante toda a viagem,trabalhei em cima de convence-la,a ficar comigo,quando de folga em São Paulo!

Passadas duas semanas,veio o telefonema.

Fomos para a minha casa,em Porto de Galinhas.

Durante o jantar,consegui informações sobre possíveis contatos com bondage.

Ela me dissera que tinha um namorado frances,e que,sempre que folgava em Paris,ficava em sua casa,e,que ele costumava fazer seções "lighit" de bondage com ela.

Mais tarde,fomos para o quarto.Eu havia preparado algo para Diziane.

Comprara uma coleção de cintos de couro,nos mais variados tamanhos e larguras.

Mandei que se despi-se,e que ficasse apenas com as sandálias de salto alto que usava.

-Gosta de calavagar?- perguntei-

-Sim!

-Então,voce ira cavalgar em mim hoje...

-Eu vou adorar!!

Sorri.

Beijei sua boca,depois,a preenchi com algodão,usando um cinto largo como mordaça.

Dois cintos eu usei para prender seus braços ao tronco,um acima dos seios,outro abaixo.

Mais um cinto prendeu seus pulsos.

Passei gel excitante em sua vagina,prendendo em seguida suas coxas,seus joelhos e seus tornozelos,bem apertados.

Um ultimo e super largo cinturão,com uns 25cm mais ou menos,eu coloquei em sua cintura,apenas para deixala "mais gostosa".

Minha peça estava pronta!

Eu a sentei em uma poltrona,mandei que ficasse com as pernas um pouco de lado.

Eu adoro essa posição!!

Abaixei-me ao seu lado,e disse;

-Voce ficara sentada ai ate que eu a mande se levantar,entendeu?

Ela assentiu positivamente,gemendo.

Tirei minhas roupas,mantendo a sunga,deiteime na cama,peguei o controle,liguei a tv.

Os minutos foram passando.O gel começava a fazer efeito.

Diziane começava a gemer baixinho,tentava esfregar as coxas,mas,não conseguia.

O poder do gel aumentava,ela começava a gemer mais alto,se contorcer,movia os ombros,implorava com os olhos!!

Eu,continuava a ver a tv.

Diziane gemeu mais alto,agora,ela batia os pés no chão,como uma criança birrenta,esfregava as nádegas com força no assento da poltrona,gemia!!Gemia como um cãozinho.

Sua expressão era de desespero!!

Creio que ela rezava para que um poste entrasse voando pela janela,para penetra-la!!

O desespero transformou-se em choro,em pânico.

-Calma!- ordenei-

-Voce quer ser penetrada?

Ela sacudia a cabeça rapidamente,em forma positiva,gemendo.

-Então,levante-se e venha para cá!Com calma!

Diziane se levantou,procurando manter o equilibrio,e ,aos pulinhos,começou a atravessar o quarto.

Quando estava na metade do caminho,ordenei;

-Pare!Pare ai mesmo!!

Ela parou de pular,mas,gemia,implorando,tentando esfregar as coxas,chorando...

-Se voce se aproximar,um centimetro que seja,eu a faço voltar e começar de novo,ouviu?

Ela assentiu,chorando,movimentando os ombros lentamente.

Deixeia alguns minutos ali,fingindo que olhava para a tv.

Olhei para ela e disse;

-Pode vir!Com calma!

Ela recomeçou a pular,chegando perto da cama.

-Pare!Quer que eu a penetre?

Um movimento de "sim" desesperado foi a resposta.

Antes então,tera que trabalhar com a boca!Curve-se!

Ela se curvou,retirei a mordaça,baixei a sunga deixando o pênis a mostra.

-Sugue!!

Ela abocanhou meu pênis,começando a sugalo com força,movemdo a cabeça de um lado para o outro.

Senti que iria gosar,então,ordenei que parasse,recolocando a mordaça em sua boca.

-Quer que eu a penetre?

Um gemido,implorando...

-Então,tera que se virar sozinha,não vou ajudala em nada!Sente-se na cama!

Ela se sentou.

-De-me as pernas!

Ela o fez.

-Eu não querro que se deite!Fique sentada enquanto solto suas pernas!Se voce se deitar,eu a faço voltar novamente,entendeu?

Ela fez "sim",gemendo.

Diziane esticou as pernas,para que eu as solta-se.Fez tamanho esforço para não cair de costas,que suas pernas tremiam.

Tirei os cintos que prendiam suas pernas e tornozelos.

-Agora,fique a vontade,venha me cavalgar!

Ela jogou-se de costas,tentando com o auxilio das pernas,ficar em posição sobre as minhas pernas.

Ela conseguiu,e ,começou a andar de joelhos com suas pernas abertas sobre as minhas pernas,ate que conseguiu chegar em uma posição onde sua vagina ficasse sobre o meu pênis.

Eu me mantinha deitado,com as mãos cruzadas sob a nuca.

Diziane começou sua luta para encaixar meu pênis em sua vagina.

Eu estava excitado,com o pênis ereto,mas,na horizontal!

Ela se posicionava,se esfregava,gemia,gritava de odio,ate que,conseguira o que tanto queria!

Ela sentou sobre o meu pênis,com força,soltando um gemido longo e alto.

Começou a se movimentar sobre mim,de inicio,devagar,depois,aumentou a velocidade,gemendo,jogando a cabeça para os lados,quase que caindo de cima de mim.

Temi que ela perdesse o equilibrio,e,de repente,em sua fúria em busca de saciar seu prazer,machucasse meu membro.

Diziane cavalgava sobre mim,com fúria,com ardor,com força!!

Gemia,hurrava!Seus cabelos longos e negros dançavam no ar.

Eu me concentrei,para não gosar.Sabia que o efeito do gel iria demorar um pouco para passar,e que,ela com certeza,iria querer mais!!

E foi o que aconteceu!!

Diziane teve um orgasmo!Recomeçou a se mover!Mais um,duplo!!

Seu corpo caiu sobre o meu.Ela ficou imovel alguns minutos,acariciei suas costas,beijei deu rosto.

Seus cabelos estavam sobre o meu rosto!

Ela levantou o corpo,recomeçou a cavalgar,dessa vez,mais lentamente,gemendo,um gemido lento .

Percebi que esse seria o seu ultimo orgasmo,então,gosei,junto com ela...

Diziane soltou o seu corpo sobre mim,desfalecida.

Retirei os cintos,carregueia no colo ate o banheiro,onde,a banhei com sais e petalas de flores.

Eu a trouxe novamente para o quarto,onde a deitei sob o endredom.

Ela dormiu,serenamente...

Me compadeci dela,pois,teria que se levantar as seis da manhã.

Tinha um vôo as dez para Nova Yorque...

Um comentário:

R@inha Lilith disse...

Acho que nessa hora tenho um desejo involuntário de ser submissa kkkkkkkkk...demais esse Post!


Beijos,

RLilith